Você está aqui: Página Inicial > Cidadão > Ouvidoria em números > Sala das Ouvidorias

Sala das Ouvidorias

Sala-Header2



A Sala das Ouvidorias é um painel que apresenta estatísticas sobre as manifestações (sugestões, solicitações, elogios, reclamações e denúncias) registradas no Sistema de Ouvidorias do Poder Executivo Federal (e-Ouv). Esses dados e gráficos auxiliam os gestores, e também contribuem para a transparência pública e o controle social. Qualquer cidadão pode fazer uma pesquisa e visualizar os resultados. 

As informações são coletadas exclusivamente do e-Ouv, e a atualização ocorre diariamente.

 

O que pode ser consultado?

Ao consultar a Sala, é possível saber, por exemplo, o número de manifestações recebidas, o tempo médio de atendimento, a distribuição por tipo de manifestação; e conhecer o perfil dos cidadãos que buscam por uma ouvidoria que utiliza o e-Ouv. A busca pode ser personalizada com o uso de filtros, que também permitem selecionar um período de tempo para pesquisa.  

 

Dados abertos

Dados abertos são aqueles que estão disponíveis para todos utilizarem e redistribuírem como desejarem. Por exemplo: para estudos, cruzamentos, geração de estatísticas, ou desenvolvimento de aplicativos. Esses dados são legíveis por máquinas e não há restrição de licenças, ou mecanismos de controle. Devem ser atualizados, completos e primários, o que significa não apresentá-los de forma agregada ou resumida. Conforme as bases de dados públicas passam a ser mais acessadas e utilizada pelos cidadãos, cresce a oportunidade de se identificar oportunidades de melhoria na qualidade dos dados, como erros e inconsistências. 

Além disso, a sociedade exige mais transparência na gestão pública e pode contribuir com serviços inovadores e criação de novos negócios, a partir do conhecimento dos dados sob a guarda do Estado. 

A Política de Dados Abertos em vigor no Brasil decorre do Decreto 8777, de maio de 2016, e se relaciona com a Lei de Acesso à Informação, resumidamente, no seguinte sentido:

1) O cidadão pode solicitar a abertura de dados;

2) O órgão/entidade deve elaborar um plano de dados abertos, declarando quais bases serão abertas e a previsão para que isso ocorra.

A abertura dos dados brutos do e-Ouv, utilizados no desenvolvimento da Sala das Ouvidorias, já está prevista no Plano de Dados Abertos do Ministério da Transparência, Fiscalização e Controladoria-Geral da União